Capitalismo esclarecido e populismo de Bolsonaro aproximarão o Brasil dos EUA, diz Steve Bannon

O presidente eleito Jair Bolsonaro representa o caminho do “capitalismo esclarecido” e levará a uma maior aproximação entre o Brasil e os Estados Unidos, uma vez que será um bastião populista nacionalista numa região em que a socialista Venezuela vive uma implosão econômica e o FMI manda na Argentina.
Essa é a opinião de Steve Bannon, ex-assessor de Donald Trump e líder do The Movement (O Movimento), grupo que promove nacionalismo econômico e populismo de direita no mundo.
Bannon afirma que as mídias sociais foram instrumentais para a eleição de Trump e Bolsonaro. “Se não fosse pelo Facebook, Twitter e outras mídias sociais, teria sido cem vezes mais difícil para o populismo ascender, porque não conseguiríamos ultrapassar a barreira do aparato da mídia tradicional. Trump conseguiu fazer isso, Salvini e Bolsonaro também”, diz Bannon. Ele afirma que virá ao Brasil frequentemente a partir de janeiro.
Steve Bannon, 65 – Empresário e estrategista político da ultradireita dos Estados Unidos, trabalhou como executivo da campanha de Donald Trump para a Presidência. Entre novembro de 2016 e agosto de 2017, foi assistente e estrategista-chefe da Casa Branca na gestão do republicano. Demitido, deixou o governo.
Por que Jair Bolsonaro é o presidente certo para o Brasil neste momento? Venho acompanhando a trajetória do capitão Bolsonaro há anos. Declarei apoio a ele porque ele representa patriotismo e liderança em um momento em que a América do Sul passa por uma fase muito difícil. é o tipo de líder que só aparece a cada duas gerações e pode recuperar o país, claramente um populista e nacionalista
Foi noticiado que Bolsonaro será convidado para a primeira cúpula de O Movimento, que se realizará em janeiro, na Bélgica. Quem mais foi convidado? No momento, O Movimento está concentrado na Europa e nas eleições parlamentares europeias de maio de 2019. Não sei se o capitão Bolsonaro poderá comparecer, porque sua posse é em janeiro e ele vai estar muito ocupado, não acho que poderá viajar. Mas estamos convidado Bolsonaro por cortesia, convidamos líderes populistas e nacionalistas de todo o mundo. Estamos convidando o capitão como forma de mostrar nosso respeito por ele.
Quais as semelhanças entre Trump e Bolsonaro? Há muitas semelhanças entre Viktor Orban, primeiro-ministro da Hungria, Trump, Matteo Salvini [vice-primeiro ministro da Itália, do partido anti-imigração A Liga], na Itália, Nigel Farage [líder pró-Brexit], no Reino Unido, e Bolsonaro.